cidadegospel

terça-feira, 7 de julho de 2015

Centro de Hemorragia Digestiva amplia atendimento endoscópico em Feira

O Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), através do Centro de Hemorragia Digestiva instalada na unidade hospitalar, passa a contar com o serviço de retirada de cálculos das vias biliares, sem cirurgia com corte, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

O HGCA adquiriu o equipamento duodenoscópio e se torna o primeiro hospital público de Feira de Santana e região a implementar o serviço.

A inovação tem o objetivo que completar os serviços já prestados desde junho a partir da colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE), exame que permite visualizar a vesícula biliar, pâncreas e os canais que drenam estes órgãos, bem como o fígado e é considerado um dos mais difíceis da medicina. O HGCA já realizou duas cirurgias em pacientes já internados.

Tanto a cirurgia como o exame faz parte do Serviço de Endoscopia Digestiva Terapêutica do HGCA (SET–HGCA). O centro contará com sete médicos, duas salas e centro cirúrgico, equipado com vídeo processadora e monitor, armários para acondicionamento dos tubos e acessórios, drogas necessárias a complicações relacionadas aos procedimentos realizados, além de carrinho de anestesia completo. Sala cirúrgica equipada com carrinho de parada, carrinho de anestesia, maca radiotransparente e um Arco C.

Ainda segundo o HGCA, é possível realizar mais de 400 endoscopias digestivas altas. Foram disponibilizados até 10 exames de CPRE por mês para a Central Estadual de Regulação.

ASCOM/HGCA

Servidores farão protesto por causa de transtornos de obras no Fórum

A reforma do Fórum Filinto Bastos em Feira de Santana tem causado uma série de transtornos tanto para quem trabalha como para quem precisa frequentar o prédio. Iniciada em dezembro do ano passado, a obra causa problemas na rotina dos servidores do Fórum. Episódios de incidentes como alagamentos, quedas de energia, queda de reboco, são corriqueiramente relatados pelos servidores, sem falar no incômodo com a poeira e o barulho.

Uma manifestação está marcada para o dia 8 de julho, organizada pelo Sinpojud, o sindicato dos trabalhadores do Judiciário. Eles vão paralisar as atividades e pretendem não deixar ninguém entrar no prédio do Fórum, para chamar a atenção sobre a situação.

Antônia, servidora da 2ª Vara Cível, reclama que desde o início das obras, sua saúde não tem sido a mesma. "Vivemos gripados, a poeira incomoda muito, o barulho não nos deixa trabalhar tranquilos, a situação aqui está insuportável", define. Ela conta que na semana passada, houve um grande vazamento de água pelo teto, que inundou a sala da 2ª Vara.

Transitar pelo Fórum se tornou difícil e até perigoso. Os trabalhadores da obra estão por todo lado, furando paredes, criando uma imensa névoa de poeira, causando sujeira, barulho, deixando as pessoas com receio de entrar. Duane Dantas, 19 anos, aguardava na porta, pela hora da audiência. "Eu já estive lá em cima para ver a hora direitinho mas voltei para a porta para esperar. Meu pé já está todo branco de poeira e não tem a menor condição de ficar aí dentro respirando esse pó", afirma.

Para o assessor de magistrado da 2ª vara cível, Daniel Malta, a reforma causa um prejuízo no trabalho desenvolvido dentro do Fórum, que é altamente intelectual. "Nós trabalhamos com uma necessidade grande de concentração, fora que por diversas vezes a nossa estrutura é prejudicada com a interrupção da internet, a falta de energia, sem dizer do barulho, da poeira. Tudo tem contribuído para prejudicar o andamento dos serviços", reflete.

Daniel acrescenta que os servidores querem maior clareza sobre os gastos com a obra, que são em torno de R$ 8 milhões de reais. "Quando a Justiça anunciou a reforma, os juízes foram informados mas nenhum servidor recebeu satisfação sobre como seria gasta esta verba. Além do que nenhum servidor foi ouvido sobre suas necessidades, e até sobre como seria conviver com a reforma, como seria possível trabalhar paralelamente ", critica.

Procuramos a administração do Fórum, mas a informação recebida foi de que o servidor Antonio Ferreira está de licença. O vice administrador, Rubem, também não foi encontrado. Sem sucesso foi também a procura pelo engenheiro responsável da obra, André Leal, que não se encontrava no local e não atendeu a nenhuma das nossas ligações.

O prazo para que a obra seja concluída é de 13 meses. O prédio que tem 7,2 mil metros quadrados de área construída e em 2014 completou 50 anos de construção, sofreu ao longo deste período intervenções e ampliação com a construção de um anexo de quatro andares.

Tribuna Feirense

Vítima de queda de skate morre no Emec

Um jovem de 19 anos morreu em uma unidade de saúde de Feira de Santana, após cair de um skate, no último dia (2).O fato ocorreu na rua Vipal, próximo ao Parque de Exposição João Martins da Silva.

De acordo com ocorrência policial, Lucas Braz Leal veio a óbito na noite passada (6) no hospital Emec, vítima de traumatismo, também possuía lesões na cabeça.

O estudante residia no condomínio Imperial Vile, na Avenida Centenário, bairro SIM.

A delegada Milena Calmon presidiu o levantamento cadavérico, e autorizou a remoção do corpo ao Departamento de Policia Técnica (DPT).

Blog Central de Policia, com informações do Subaé Noticias.

Borracheiro morto com vários tiros em residêncial na Asa Branca

Por volta das 16h30 desta segunda-feira (6), o borracheiro Ricardo da Silva Nascimento, 20 anos, foi morto com oito tiros na rua M apartamento 102, bloco 76, no residencial do Minha Casa, Minha Vida, no bairro Asa Branca III, Feira de Santana.

De acordo com ocorrência policial, o jovem trabalhava em uma borracharia no residencial, quando foi executado.
Policiais da 65ª Companhia Independente (CIPM) esteve no local e efetuou diligências, mas não conseguiram localizar os suspeitos.
Os disparos atingiram nuca, tórax, mão e rosto, conforme informações do delegado Carlos Lins da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

A motivação do assassinato é desconhecida, e segundo populares os autores do crime fugiram em uma motocicleta.

Esse foi o 8º homicídio registrado neste mês de julho, elevando para 154 crimes em todo o ano.

Blog Central de Policia, com informações de Marcos Valentim ( Boca de Zero Nove).

Após ser baleado e se fingir de morto, jovem é assassinado em hospital

De acordo com informações do delegado Hidelbrando Alves, que investiga o caso, Samuel e a namorada tinham acabado de sair de um bar, no bairro Matadouro, por volta de meia-noite, e estavam a caminho da casa dele, na localidade da Vaquejada, quando foram abordados por quatro homens armados. Os suspeitos chegaram em um carro preto e renderam o casal.

"Quando estavam indo embora, os criminosos pararam eles. A mulher foi colocada no porta-malas. Depois, o grupo levou os dois para um local cheio de mato, que fica a cerca de dois quilômetros do hospital", disse o delegado.
No local, segundo a polícia, os criminosos atiraram em Samuel de Jesus e na namorada dele, que morreu na hora. O rapaz foi atingido no ombro e no pescoço, mas conseguiu sobreviver ao se fingir de morto até que os suspeitos fossem embora.

"Depois, ele se levantou, mexeu na mulher que estava caída no chão e viu que ela já estava morta. Em seguida, saiu correndo para a casa da mãe", disse o delegado.
Após contar à mãe como tudo aconteceu, o rapaz foi levado para a unidade de saúde, onde deu entrada por volta das 2h40 desta segunda, segundo a polícia.

No hospital, a vítima dos tiros, que, apesar dos ferimentos, estava lúcida, relatou o caso aos policiais militares. Ele tinha acabado de sair da emergência e foi levado para a sala de raio-X por conta das balas que estavam alojadas no ombro e no pescoço.

"Ele contou que a namorada tinha sido morta no mato e detalhou o local exato onde o corpo estava. Os policiais, então, saíram do hospital e foram até o local indicado. Nesse período, um grupo aproveitou para invadir a unidade de saúde e matar o rapaz", destacou o delegado Hidelbrando Alves.
Segundo a polícia, quatro homens chegaram ao hospital em um carro. Um dos suspeitos ficou dentro do veículo, estacionado na frente da unidade médica, enquanto os outros três entraram no hospital encapuzados. "Um dos criminosos foi para a sala de raio-X, onde a vítima estava, mandou o técnico que estava de plantão se afastar e atirou no paciente. Depois, todos fugiram", relatou o delegado.


A polícia ainda não tem informações sobre a autoria e motivação do crime e nem sabe se os criminosos que invadiram a unidade são os mesmos envolvidos no sequestro. Segundo o delegado, Samuel tinha passado seis anos preso por tráfico de drogas e tinha sido liberado da prisão há seis meses.
"A gente ainda não sabe o que motivou esse homicídio. A mãe dele disse, em depoimento, que ele contou, após ter sido sequestrado, que não sabia quem eram os suspeitos. A mãe disse também que ele não conseguiu anotar a placa do carro utilizado pelo grupo e que sabia apenas que se tratava de um carro preto", afirmou.

Segundo informações da polícia, Samuel conheceu a namorada em um bar durante o São João, no mês passado. Até as 20h desta segunda-feira, nenhum documento dela tinha sido encontrado. Segundo o delegado, a proprietária do bar onde os dois se conheceram disse que a mulher tem uma tia que mora em Salvador. "Agora, estamos esperando que essa tia apareça aqui para identificar a vítima", disse.

As informações são do G1 Bahia e fotos do Portal Clériston Silva

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Em três meses SMTT apreendeu mais de 100 ligeirinhos

Apenas nos últimos três meses, cerca de cem veículos, de vários modelos e anos, foram apreendidos pela SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) sob a acusação de estarem sendo usados no transporte ilegal de passageiros, atividade conhecida como ligeirinho. O pátio da SMTT está lotado.

O secretário Ebenezer Tuy diz que a fiscalização vem sendo feita regularmente e apreensões estão acontecendo praticamente todos os dias. E ele faz um alerta. “Ao usar este tipo de transporte os passageiros se expõem ao perigo, porque estes veículos geralmente estão em péssimas condições físicas”, adverte. Outro ponto é que os carros usados nem sempre estão com a documentação em dia ou os motoristas não são habilitados. Em caso de acidente com gravidade o passageiro não terá direito ao seguro DPVAT – que cobre as custas médicas.

Os passageiros também se expõem a acidentes porque, diz o secretário, na luta pelos passageiros, estes motoristas não têm a devida atenção ao volante e imprimem alta velocidade. “E assim colocam todos em risco”, salienta. Ele acentua ainda que muitos condutores, segundo os usuários os cidadãos, andam armados e sempre mostram as armas – por exibição ou para intimidar a concorrência - nos pontos onde esperam os passageiros. “As pessoas devem pensar duas vezes antes de embarcar em um desses carros”, orienta Ebenezer Tuy.

Para liberar o veículo, que fica apreendido durante duas semanas, o dono paga uma multa no valor de R$ 2 mil. A reincidência dobra o período da apreensão e a multa aplicada.  E a despesa aumenta ainda mais, caso o automóvel esteja com pendências na documentação, mais o pagamento de multas relativas à infração cometida no trânsito – parar em local não permitido, por exemplo, para que o passageiro embarque, mais a diária, que é de R$ 12.

As informações são da Secom/PMFS.

Policia encontra dois corpos no distrito de Humildes

Na manhã desta segunda-feira, (6), dois jovens foram encontrados mortos em uma estrada próxima à fazenda Meireles, distrito de Humildes, em Feira de Santana.

As duas pessoas não portavam documentos pessoais, e foram atingidas com disparos na cabeça. Um veículo Corsa de cor prata, placa policial JRJ-5260 foi estava próximo aos corpos, e com o porta mala aberto.

Os moderadores daquela localidade, não repassaram informações à equipe de reportagem, como também aos agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).
As vitimas foram identificadas como; André Carvalho Pereira, 30 anos e Minervino Cordeiro da Silva, 24, e segundo informações ambos residiam no município de Amélia Rodrigues. 

Blog Central de Policia, com informações de Jorge Teles.