cidadegospel

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Denúncia: Corpo de parente de político é liberado em tempo recorde do DPT, enquanto outros que foram carbonizados permanecem a quase três meses

Familiares que aguardam a divulgação de exame de DNA por parte do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira, para saber se uma das vítimas de uma chacina é um parente desaparecido, fizeram uma denúncia contra o Estado, alegando que o corpo do parente de um político foi liberado rapidamente. Já os corpos encontrados carbonizados estão sem identificação há quase três meses. A família quer saber qual o critério adotado pelo DPT.

O repórter Denivaldo Costa ouviu Daniela Araujo e João Lima, familiares de Hércules Araújo Lima, 29 anos, que desapareceu com o carro da família e foi encontrado morto carbonizado ao lado de mais duas pessoas.Daniela não entende os critérios do Departamento de Policia Técnica na questão de liberação de corpos que necessitam de DNA, principalmente nos casos de carbonização. Ela teve a informação que o corpo de um homem que morreu em colisão de veículos e que acabou pegando fogo foi liberado em tempo recorde ( em menos de 10 dias), enquanto os outros corpos, que estão no órgão, já se aproximam de três meses sem serem liberados, pois ainda não foram identificados.

“ Eles informaram que no prazo de 45 dias, no máximo, sairia o resultado do exame, mas isso não aconteceu ”, declarou Daniela. Ela contou que no dia do crime, estava escuro, mas ao retornar ao local no dia seguinte, os parentes encontraram várias evidências, incluindo projéteis que não foram colhidos pelos peritos. Acrescentou que ela e outro irmão recolheram as cápsulas.Os fatos podem ser comprovados através de fotos mostradas no blog criado pela família para cobrar providências das autoridades: www.avidadeummeninochamadohercules.blogspot.com

O pai de Hércules, ainda muito abalado com a situação,também questionou em entrevista o posicionamento do órgão em liberar um corpo em um tempo tão rápido. “ Gostaria de saber qual o critério na liberação de um corpo e outros não? ”, questionou João Lima.

“ Gostaria de sepultar o meu filho, mas sei que só existem privilégios para políticos, neste caso, nós da família sentimo-nos rebaixados ”, finalizou
Oficialmente os trabalhos de investigação da policia só é iniciado após o resultado dos exames, fato que ainda não foi realizado

RELEMBRE O ACIDENTE E A CHACINA

Colisão entre carretas mata motorista na BR-116 SulUma colisão envolvendo duas carretas na tarde deste domingo (25 de setembro) matou o motorista de um dos veículos. O acidente aconteceu na BR-116 Sul, nas proximidades do município de Antonio Cardoso e vitimou Edvaldo Oliveira Silva, 49 anos.

Segundo a ocorrência policial, a batida provocou o incêndio em uma das carretas e Edvaldo morreu carbonizado, sendo necessária a intervenção do Corpo de Bombeiros. O outro carreteiro foi socorrido para um hospital em Salvador.

Uma das carretas, tinha placa de Ibiraçu-ES, e estava carregada com pedra e a outra transportava ração animal. A carga da carreta carregada com ração foi saqueada por populares apesar do fogo no local.

O corpo de Edvaldo Oliveira Silva foi removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana onde aguardará pelos parentes.

Corpos encontrados carbonizados em Feira foram encaminhados para o IML da capital Os três corpos encontrados carbonizados no interior do Fiat Prêmio, de placa JNX-3593, na quinta-feira (4 de agosto), no distrito de Maria Quitéria, em Feira de Santana, foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Salvador, quando passarão por exames de DNA.Uma da vítimas pode ser o mecânico Hércules Araújo Lima, 29 anos, irmão do proprietário do carro onde foram encontrados os corpos. Um familiar informou à polícia que o jovem teria saído de casa na manhã de quinta-feira, usando o referido veículo e continua desaparecido. João Araújo diz ter certeza de que um dos corpos é do seu filho, mas a identificação só será possível após o exame de DNA.

O CRIME
Os corpos de três homens foram encontrados carbonizados no interior de um veículo Fiat Prêmio, branco, de placa JMX-3593, na noite desta quinta-feira (4/8), na estrada da Fazenda Mocó, distrito de Maria Quitéria, em Feira de Santana.Duas vítimas foram encontradas dentro do porta-malas e outra no banco traseiro do carro, todas amarradas. A polícia acredita que as mortes tenham ligação com o tráfico de drogas.Os corpos foram encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) para serem identificados. A perícia vai apontar se as vítimas foram mortas a tiros antes de serem queimadas. O caso está sendo apurado pela 2ª Delegacia, sob o comando do delegado Madson Sampaio.

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa e fotos de Messias Teles e fotografia do blog da familia

2 comentários:

  1. Queremos agradecer o apoio e a força dada pelo blog Central de Policia. Em especial ao repórter Denivaldo Costa.
    Desejamos ter o respaldo das autoridades sobre o caso.
    Senhores onde estão os Direitos Humanos?
    Secretaria de Segurança Publica, Governo do Estado quais os critérios utilizados para a realização e liberação desse exame de DNA?
    Solicitamos das autoridades responsáveis e da Secretaria de Segurança Publica e do Estado da Bahia uma solução.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de parabenizar aos responsáveis pelo blog "Central de Polícia" pela matéria. Tabém gostaria de deixar meu agradecimento ao repórter Denivaldo costa pela matéria bem dirigida sobre esse tema. Um jornalismo feito com ética e profissionalismo é um importante aliado na promoção da justiça em casos como esse.

    ResponderExcluir